quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

DERROTA INJUSTA

O FC Penafiel perdeu ontem 1-0 com o Estoril no estádio Coimbra da Mota em jogo a contar para a Taça de Portugal. Depois de uma primeira parte equilibrada e de o Estoril se adiantar no marcador logo aos 11 minutos a equipa de Paulo Alves foi atrás do prejuízo mas a sorte e aselhice não deixou o Penafiel marcar um golo.
  O Penafiel fez a segunda melhor exibição da época (a primeira foi com o Vitória de Guimarães), principalmente na segunda parte. Os penafidelenses não deram descanso aos estorilistas e encostaram literalmente a equipa da linha à sua defensiva. Muitas oportunidades de golo, falhanços de baliza aberta e egoísmos, contudo o Penafiel saiu derrotado deste jogo e foi eliminado nos oitavos de final da Taça de Portugal.
  A equipa está de parabéns pelo futebol que produziu mas nem tanto pela sua eficácia.
Domingo há um jogo importante com o Freamunde onde ganhar é a palavra de ordem. Basta jogarem como jogaram com o Estoril, mas obviamente a eficácia tem que estar em campo. FORÇA PENAFIEL

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

RESUMO, ORIENTAL 0-1 PENAFIEL

PRIMEIRA PARTE MUITO BOA, A SEGUNDA MUITO A "ORIENTE" DO BOM

Depois do empate caseiro com o Portimonense a uma bola e mais uma exibição pálida, o Penafiel apresentou-se no Oriental com outro carácter e outra atitude. 
  A primeira parte o Penafiel dominou por completo e podia ter feito vários golos, mas a falta de pontaria  e os defesas do Oriental não deixou o Penafiel ir para o intervalo com algum à vontade. Muitos cantos, muitos livres a favor do Penafiel nos primeiros 45 minutos, e como água mole em pedra dura tanto dá até que fura Ângelo aos 37 minutos após um canto e servido por Pedro Ribeiro fez o único golo da partida.
  Foi uma primeira parte muito boa do FC Penafiel que soube trocar a bola e criar lances de perigo, Edu no meio campo foi o cérebro penafidelense, com a sua boa visão e capacidade de passe deu os melhores lances à equipa de Paulo Alves.
  A segunda parte começou equilibrada mas aos 56 minutos Hugo Firmino agrediu Pedro Araújo e foi expulso deixando os Lisboetas  a jogar com apenas 10 elementos.
  Com o Penafiel a jogar com mais um homem pensava-se que as coisas estariam facilitadas, mas com a expulsão o tiro saiu pela culatra. O Penafiel não conseguiu segurar a bola, não conseguiu fazer mais que três, quatro passes seguidos e não conseguiu chegar à baliza do guardião do Oriental não fazendo qualquer remate na segunda parte com um homem a mais. Algo para Paulo Alves refletir pois o que se passou na segunda parte não pode acontecer mais. Os elementos que tiveram em mais destaque no segundo tempo foram Pedro Ribeiro e Kalindi. O central penafidelense varreu tudo e ninguém passou por ele, Kalindi foi chamado a jogar a defesa direito e cumpriu muito bem a sua posição.
  Era um jogo de aflitos mas o Penafiel levou os três pontos e saiu da linha de água. O trabalho tem que continuar e agora em casa com o Freamunde uma vitória precisa-se para a moral voltar e afastar os fantasmas do 25 de abril. Antes disso o objetivo Taça de Portugal no Estoril na próxima quarta é para ser alcançado. 
FORÇA PENAFIEL

 Jogo disputado no campo Eng Carlos Salema, em Lisboa. 
Oriental-Penafiel: 0-1 
Ao intervalo: 0-1. 
Marcador: 0-1, Ângelo Meneses, 37 minutos.

Equipas:

- Oriental: Mota, João Amorim, Diego Tavares, Hugo Grilo, João Pedro (Gilson Varela, 82), Tom, Pedro Mendes (Peter, 65), Bruno Aguiar (Júlio César, 87), Hugo Firmino, Fernando e Carlos Saleiro.(Suplentes: Rafael Marques, Sérgio Duarte, Peter, André Almeida, Gilson Varela, Figo Lois e Júlio César). 
Treinador: João Barbosa.

- Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi, Ângelo Meneses, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Djibril, Tiago Barros, Edu (João Martins, 64), Aldair (Caetano, 73), Gonçalo Abreu (Gonçalo Abreu, 90) e Yero.
(Suplentes: Coelho, Mbala, Bruno, João Martins, Daniel Martins, Caetano e Bata).  
Treinador: Paulo Alves. 

Árbitro: Luís Ferreira (Braga). 
Ação disciplinar: cartão amarelo para Kalindi (29) e Yero (61). Cartão vermelho direto para Hugo Firmino (56).

Assistência: cerca de 250 espetadores.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

MUDOU O TREINADOR, MAS A HISTÓRIA É A MESMA

  O FC Penafiel perdeu ontem nos Açores com o Santa Clara por 3-2, com o último golo açoriano a ser marcado já nos descontos, um resultado que atira o FC Penafiel para os lugares de despromoção.
  Paulo Alves fez algumas alterações no onze, no eixo da defesa obrigatoriamente e na frente de ataque por opção, mas as trocas não introduziram melhorias no futebol jogado. Na frente de ataque o técnico penafidelense  optou por Vieira, Bata e M'Bala e no eixo da defesa, João Paulo e Ângelo foram os centrais.
   Apesar de algumas alterações foi mais um jogo sem atitude, O Penafiel nunca esteve em vantagem, andou sempre atrás do prejuízo, sendo os golos penafidelenses de grande penalidade e um golo do guarda redes Ivo de baliza a baliza.
 A derrota atirou o FC Penafiel para os lugares de despromoção e amanhã mais um jogo difícil com o Portimonense no 25 de abril.
 Os lugares de subida já estão longe e o objetivo é tirar a equipa dos últimos 5 lugares da tabela classificativa.


Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada. 
Santa Clara - Penafiel, 3-2.Ao intervalo: 1-0.Marcadores:1-0, Lucas, 44 minutos.1-1, Ivo, 54.2-1, Lucas, 58.2-2, João Martins, 75 (grande penalidade).3-2, Clemente, 90.

Equipas:

Santa Clara: João Botelho, João Dias, Gustavo, Accioly, Igor, Tiago Ronaldo, Carraça (Rui Silva, 84), Pacheco, Lucas (Hugo Santos, 76), Rafael Batatinha e Reginaldo (Clemente, 70).

(Suplentes: Pedro Freitas, Clemente, Hugo Santos, Nikola, Rui Silva, Roberto e Jimmy).

Treinador: Fernando Valente.

Penafiel: Ivo, Luís Dias (Kalindi, 57), Ângelo, MBala, Vieira (Gonçalo Abreu, 76), João Martins, João Paulo, Diogo Melo (Yero, 60), Pedro Araújo, Bata e Tiago Barros.

(Suplentes: Coelho, Aldair, Daniel Martins, Kalindi, Edu, Gonçalo Abreu e Yero).

Treinador: Paulo Alves.

Árbitro: Sérgio Piscarreta (Algarve)

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Luís Dias (1), Pacheco (17), João Martins (19), Tiago Barros (63), Hugo Santos (81), Pedro Araújo (88) e Rafael Batatinha (88).

Assistência: 355 espectadores
 

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

PAULO ALVES DEVERÁ SER O TREINADOR ELEITO

  Paulo Alves é o homem que está mais perto de ser o novo treinador do FC Penafiel. 
  Natural de Vila Real e com um longo historial como jogador de futebol marcando mais de 100 golos pelos clubes que passou e marcando 7 golos pela seleção nacional portuguesa.  
  O transmontano tem 45 anos de idade completando 46 para a semana já conta com 10 anos de treinador sendo 7 ao serviço do Gil Vicente. Paulo Alves na equipa minhota foi um treinador de sucesso tendo até uma subida de divisão em 2010-2011.
Nas últimas duas épocas mudou de ares e em 2013-2014 esteve em Olhão pegando na equipa à 9.ª jornada mas não tendo muito sucesso, em 8 jogos não conseguiu uma vitória deixando o comando técnico da equipa algarvia  aquando da derrota com o FC Porto por 4-0.
  Na época passada também não começou de início e à 21.ª jornada fez o primeiro jogo pelo Beira-Mar estando a equipa no 12.º lugar. Levou a tarefa até ao final do campeonato deixando a equipa aveirense no 10.º lugar.
  Na corrente época abraçou um projeto fora de Portugal, mais concretamente no Irão no Nassaji, mas os problemas financeiros no clube originaram a saída  em setembro tornando-o um treinador livre. Paulo Alves no Gil Vicente foi um treinador de sucesso tendo até uma subida de divisão em 2010-2011.
  Em cima da mesa estiveram outros nomes como por exemplo Filó que já representou o Penafiel como jogador e também Lázaro Oliveira que igualmente vestiu a camisola penafidelense como jogador e treinador e que não era um treinador de se deitar fora, pois é muito competente no que faz.  Mas os dirigentes penafidelenses deverão acertar um contrato com Paulo Alves até ao final da época, mas as próximas horas o nome do novo treinador do FC Penafiel deve sair oficialmente.

FC PENAFIEL NÃO PRECISA DE SÓCIOS REFORMADOS !!! E ESTA HEIN...

Qualquer dia o nosso estádio estará assim, às moscas.
   Não só no plano desportivo o FC Penafiel vive maus dias, mas sim em alguns aspetos como por exemplo no número de associados que cada vez é menor. E sabendo estes dados, é estranho um diretor do FC Penafiel nomeadamente o Sr. Adriano afirmar que o clube não precisa de sócios reformados. Mas que diretores nós temos para dizerem estas barbaridades ??? Um sócio reformado paga metade que um sócio normal é verdade, mas não é caso para um diretor fazer tal afirmação. O clube tem poucos sócios e todos são bem vindos, pois se não são os sócios reformados o FC Penafiel em alguns jogos casos de partidas à quarta feira de tarde o estádio estaria quase sem pessoas.   Afirmações destas são desnecessárias e só prejudicam o clube. Destes diretores o FC Penafiel não precisa, o que é necessário é diretores empenhados em arranjar sócios, diretores com novas ideias. O que nós temos são diretores que nem têm boas nem más ideias, mas sim ausência de ideias. Cumprem apenas o mínimo, não arranjam iniciativas de atrair público ao estádio, não têm ideias novas. Vou dar um exemplo que define a nossa direção, à algumas semanas atrás Amâncio lenda viva do FC Penafiel, melhor marcador de todos os tempos na primeira liga pelo nosso clube com 32 golos veio a Penafiel volvidos 21 anos depois de ter saído da nossa cidade. Os penaboys deram a ideia de o paraguaio ir ao relvado, receber uma camisola e mostrar-se aos sócios penafidelenses, os mais velhos iriam recordar os seus golos e os mais novos iriam conhecer o melhor marcador na primeira liga do FC Penafiel. Não ia ser nenhuma festa de homenagem, apenas uma entrega de camisola mostrando aos sócios no intervalo quem foi Amâncio. Ora a resposta da direção foi negativa e a desculpa que deram foi que nunca se fez nada igual a nenhum jogador e o Amâncio não ia ser o primeiro para não ferir susceptibilidades. Com esta visão então nunca se há-de fazer nada neste clube... Mas os sócios penafidelenses querem estes diretores? Diretores sem ideias e que ainda por cima dizem que o clube não precisa de sócios reformados. É caso para dizer se não querem sócios reformados, os associados também não querem diretores reformados com ausência de ideias...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

PENAFIEL SEM TREINADOR, MAS ALGUNS JOGADORES TAMBÉM DEVIAM IR EMBORA

O Penafiel vai de mal a pior, e continua sem vencer desde 20 de setembro no 25 de abril.  Hoje aconteceu um empate a uma bola com o Mafra.
  O Penafiel até começou bem a partida e M'Bala sempre ele a levar a equipa para a frente fez uma jogada pela direita e entregou a bola a Yero para fazer o golo penafidelense. A primeira parte pertenceu à equipa de Cralos Brito mas nos segundos 45 minutos o Mafra foi atrás do golo e conseguiu o aos 56 minutos. Volvidos 10 minutos depois do golo do empate, o Mafra teve a oportunidade de passar para a frente do marcador através de uma grande penalidade mas Ivo guarda redes do Penafiel voltou a mostrar qualidades e defendeu o remate. Até ao final da partida o golo podia ter acontecido para os dois lados, mas o empate subsistiu. Aos 88 e 92 minutos Amoreirinha e Pedro Ribeiro tiveram ordem de expulsão por parte de Nuno Almeida, árbitro da partida. 
 Com este empate o Penafiel encontra-se a um ponto dos lugares de descida e com vida complicada para o próximo jogo, devido a várias baixas, nomeadamente na defesa.
  No final do jogo a direção reuniu com Carlos Brito que colocou o lugar à disposição e que foi aceite pela direção penafidelense.
 Agora teremos que esperar pelo novo treinador e esperemos que a direção do FC Penafiel escolha bem.
 Uma palavra para para Carlos Brito que é um grande profissional e que obviamente não terá a culpa toda nestes resultados negativos. Convém lembrar que os jogadores penafidelenses, a maior parte deles não têm atitude em campo e por isso repartem a culpa com o treinador nesta situação em que se encontra o Penafiel. Apenas nos jogos com adversários fortes casos de Vitória de Guimarães e Chaves é que se viu atitude em campo. E devido a isto não veremos o Penafiel a melhorar. Equipas como o Fafe, Feirense, Aves e muitas outras deram uma lição de raça e atitude em campo aos jogadores penafidelenses. Com a maior parte destes jogadores o Penafiel não irá longe, agora a quem servir a carapuça que a enfie.

sábado, 7 de novembro de 2015

PENAFIEL COM MORAL EM BAIXO

 Para o jogo de amanhã com o Sporting B o FC Penafiel irá com a  moral em baixo, pois foi derrotado com o Aves ( uma freguesia do concelho de Santo Tirso) por 0-2.
  O jogo não correu da melhor maneira à equipa de Carlos Brito e mesmo que o treinador tenha dito na conferência de imprensa que fez muitos cruzamentos e teve um bom caudal ofensivo, tem se que dizer que o jogo não correu bem e os cruzamentos que o técnico penafidelense falou não foram assim tantos e o pontapé para a frente e o jogo direto foi o privilegiado. O meio campo não funcionou e não há como esconder esse fato.
  A equipa de Santo Tirso foi uma equipa inteligente a defender e quando atacou foi eficaz. O Penafiel rondou sempre a baliza de Coelho e os 8 cantos na primeira parte atestam isso, mas perigo iminente nunca houve. Os golos avenses foram marcados na segunda parte aos 50 e 70 minutos e o Penafiel foi incapaz de contrariar este resultado. Como já foi dito o meio campo não funcionou e já há muito tempo que só temos um avançado disponível, Yero. O Vieira esteve lesionado vários jogos sendo Yero o único ponta de lança. É obvio que o Penafiel precisa de mais um ponta de lança no plantel e esperemos que a direção corrija esse erro em janeiro.
  Com o Aves foi um jogo para esquecer com um dos rivais na subida de divisão, esperemos que amanhã se conquiste os pontos perdidos com uma equipa que está em segundo lugar no campeonato.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel-D. Aves, 0-2
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores: 0-1, Pedró, 49': 0-2, Zé Valente, 70'

Equipas:

- Penafiel: Coelho, Luís Dias, Amoreirinha, João Paulo, Pedro Araújo, Djibril, João Martins (Bata, 71), Bruninho (Gonçalo Abreu, 53), Aldair, Yero e Mbala.

(Suplentes: Ivo Gonçalves, Pedro Ribeiro, Ângelo Menezes, Daniel Martins, Edú, Gonçalo Abreu e Bata).
Treinador: Carlos Brito.
- D. Aves: Quim, Vítor Alves (Emanuel, 19), Romaric, Marcos Valente, Nélson Pedroso, Zé Valente (Ernest, 82), Ericsson, Pedró, Renato Reis, Alexandre Guedes e Theo Mendy (João Amorim, 66).

(Suplentes: Diogo Freire, Emanuel, Anton, Ernest, João Amorim, Filipe Martins e Cássio).
Treinador: Ulisses Morais.

Árbitro: Manuel Oliveira (Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Theo Mendy (44), Amoreirinha (51), Luís Dias (76) e Marcos Valente (78).

Assistência: Cerca de 400 espetadores.
 

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

TRÊS PRECIOSOS PONTOS EM BRAGA NUMA SEXTA À TARDE

Na passada sexta feira o FC Penafiel venceu em Braga por 0-1 com um golo de Pedro Araújo aos 10 minutos.
O Penafiel na primeira parte foi superior à equipa bracarense traduzindo essa superioridade num grande golo de Pedro Araújo. O Braga nunca conseguiu criar grande perigo nos primeiros 45 minutos sendo uma equipa muito apática.
  No começo da segunda parte a equipa de Abel ficou reduzida a 10 elementos com a expulsão de Fortes.
 Com essa expulsão tudo ficaria mais fácil para o Penafiel mas tal fato não se constou. O Penafiel com mais um jogador tinha medo de sair para o ataque e o Braga foi quem mais perigo criou.
 O Penafiel mesmo assim fez um grande resultado e conquistou três pontos estando agora a 2 pontos dos lugares de subida.
  Umas palavras apenas para o dia e hora do jogo. Com estes horários os nossos dirigentes vão acabar com o futebol e com o espetadores nos estádios. Cada vez há menos pessoas nas bancadas e para isso contribui estes horários ridículos a que estão sujeitos os jogos. Se tem que haver jogos à semana, porque não colocar os jogos depois do expediente normal de trabalho ?  
  Obviamente a liga tem culpa e os clubes também, pois nada fazem para os espetadores voltarem aos estádios. Aqui fica a dica jogos à semana? Só depois do horário normal de expediente de trabalho. Por falar nisso, o próximo jogo é quarta feira às 15:00. Mais vale não ser sócio, pois metade dos jogos não se podem ir ver. UMA VERGONHA

Jogo no Estádio 1.º de Maio, em Braga.
Sporting de Braga B - Penafiel, 0-1.
Ao intervalo: 0-1.
Golo: Pedro Araújo 10 minutos

Sporting de Braga B: Tiago Sá, Anthony D'Alberto (Agdon, 61), Pedro Monteiro, Artur Jorge, Núrio, Chidi, Gamboa, Joca (Didi, 46), Piqueti (Thales, 46), Simão e Fortes.
(Suplentes: José Costa, Thales, Lucas, Didi, Oti, Reko e Agdon).
Treinador: Abel Ferreira.

Penafiel: Coelho, Luís Dias, João Paulo, Amoreirinha, Pedro Araújo, Djibril, João Martins, Bruno (Gonçalo Abreu, 70), Mbala, Aldair (Bata, 79) e Yero (Edu, 90).
(Suplentes: Ivo, Ângelo Meneses, Daniel Martins, Kalindi, Edu, Bata, Gonçalo Abreu).
Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Tiago Antunes (Coimbra).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Núrio (36), Fortes (39 e 46), Tiago Sá (46), Yero (66). Cartão vermelho para Fortes (46), por acumulação de cartões amarelo.


Assistência: cerca de 300 espetadores.

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

COSME MACHADO DESTABILIZOU

O FC Penafiel ontem teve uma arbitragem vergonhosa por parte de Cosme Machado que tudo fez para o Penafiel perder pontos no seu estádio.  
  Logo no início do jogo marcou uma grande penalidade a favor dos serranos, Cosme Machado viu uma mão de Pedro Araújo dentro da área que só ele e o árbitro assistente viram. Coelho em grande defendeu  o remate. Mas o árbitro da partida, como a penalidade não resultou resolveu expulsar Tiago Barros aos 27 minutos.
  A equipa de Carlos Brito mesmo com menos uma unidade em campo equilibrou o jogo e anulou sempre as incursões do Covilhã.
 Na segunda parte e com um jogador a menos o Penafiel não criava perigo e só de bola parada chegou à baliza de Taborda, e logo aos 49 minutos João Martins de livre direto bateu o guardião da Covilhã. 
Aos 57' nova bola parada em posição frontal onde João Martins chamado a rematar, fez um grande golo, colocando o FC Penafiel a vencer por 2-0. Com dois golos de avanço e com o Covilhã a não importunar Coelho o jogo parecia resolvido.
 Mas nos últimos 20 minutos o Penafiel baixou um pouco as linhas e aos 74 minutos um remate de sorte atraiçoou Coelho colocando o resultado pela margem mínima. Aos 78' o Covilha marcou por intermédio de Soares que passando pelos defesas penafidelenses teve oportunidade de rematar sem oposição fazendo o 2-2. Nos últimos 10 minutos Carlos Brito fez duas alterações mas já foi tarde, pois com menos um jogador em campo e com dois golos de vantagem devia ter resguardado mais o meio campo.
  Foi pena, foram dois pontos que se perderam na luta pela subida de divisão. Mesmo assim os nossos jogadores estão de parabéns pois tudo fizeram para conquistar três pontos.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel-Sp. Covilhã, 2-2
Ao intervalo: 0-0
Marcadores:
1-0, João Martins, 49'
2-0, João Martins, 57'
2-1, Mateus, 74'
2-2, Soares, 78'

Equipas:

- Penafiel: Coelho, Luís Dias, Amoreirinha, João Paulo, Pedro Araújo, Djibril, João Martins, Tiago Barros, Caetano (Gonçalo Abreu, 46), Yero (Aldair, 80) e Mbala (Ângelo Menezes, 90+2).
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Ângelo Menezes, Tiago Rosa, Edú, Gonçalo Abreu, Bruninho e Aldair).Treinador: Carlos Brito.
- Sporting da Covilhã: Taborda, Tiago Moreira, Edgar, Joel, Soares, Victor Massaia (Bilel, 46), Gilberto (Elenilson, 55), Zé Tiago, Davidson, Kevin (Mateus, 70) e Mailó.
(Suplentes: Igor, Zé Pedro, Elenilson, Diarra, Xeca, Mateus e Bilel).Treinador: Francisco Chaló.

Árbitro: Cosme Machado (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Mailó (19), Victor Massaia (39), Pedro Araújo (83), Aldair (85), Soares (90) e Djibril (90+2). Cartão vermelho direto para Tiago Barros (27).
Assistência: Cerca de 600 espetadores.
  
 

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

UM PENAFIEL ACIMA DA MÉDIA

O Penafiel foi um dos tomba gigantes na última eliminatória da taça de Portugal, eliminando o Vitória de Guimarães com uma vitória por duas bolas a zero. 
  Foi um bom jogo de futebol com várias oportunidades de golo para ambas as equipas. Ivo talvez o melhor em campo negou o golo aos vimaranenses por várias vezes com um punhado de boas defesas, mostrando que o guarda redes algarvio é uma boa opção para a baliza penafidelense.
  Os golos só apareceram na segunda parte com Yero a Gonçalo Abreu a fazerem os tentos rubro negros. O primeiro aos 50 minutos foi após um canto batido por João Martins, estando yero no sítio certo cabeceando para o fundo das redes de Assis.  Aos 69 minutos aconteceu o golo de Gonçalo Abreu, outra assistência de João Martins e o madeirense com um grande golpe de cabeça fez um golo idêntico ao de João Pinto no celebre jogo Portugal 3-2 Inglaterra.
  Foi um golo que descansou os adeptos penafidelenses e que transportou para as bancadas uma alegria descomunal.
  Nos últimos 20 minutos a equipa de Sérgio Conceição tentou marcar um golo e quase o conseguiu graças a três boas ocasiões, mas a sorte estava com o FC Penafiel e o 2-0 foi o resultado final.
  Foi uma grande vitória sobre uma equipa da primeira liga a segunda na taça de Portugal.
  A equipa Rubro negra está agora nos 16 avos de final estando o sorteio marcado para a próxima sexta feira.
  Esta vitória foi dedicada com certeza aos adeptos presentes no estádio, sócios que não se importaram de desembolsar apenas 5 euros para ver esta grande vitória do FC Penafiel sobre o Vitória de Guimarães.

O Penafiel alinhou com Ivo Gonçalves, Dias, Amoreirinha, João Paulo, Pedro Araújo,  Djiril, Tiago Barros (Ângelo Meneses 85'), João Martins, Caetano ( Aldair 90'), M'Bala (Gonçalo Abreu 65') e Yero.Suplentes não utilizados: Coelho, Bata e Kalindi

 
 


domingo, 11 de outubro de 2015

JOGOU-SE POUCO EM BARCELOS

O Penafiel obteve uma derrota em Barcelos por 1-0 em jogo antecipado da 21.ª jornada com o golo barcelense  a ser marcado no primeiro tempo aos 29 minutos.
  O começo do jogo pertenceu aos penafidelenses com o controlo do jogo a pertencer à equipa comandada por Carlos Brito. Nos primeiros 15 minutos o FC Penafiel teve duas boas oportunidades de golo com Aldair e M'Bala na cara do guarda redes mas atirando a bola à figura do guarda redes.
  Depois do primeiro quarto de hora o Gil Vicente tomou conta do meio campo penafidelense e da partida e aos 29 minutos adiantou-se no marcador por Vitor Gonçalves.
  O Penafiel sem avançados de raiz, sem Yero castigado e sem Vieira lesionado, Carlos Brito optou por Bata na frente de ataque, mas a opção revelou-se um fracasso. Bata não teve atitude no ultimo terço do campo, não criou uma oportunidade de golo, e não se sabia posicionar para atacar o golo. O meio campo parecia cansado com Diogo Melo e Tiago Barros pareciam não estar a 100% e só Caetano deu alguma luta. Uma palavra para Dias e Amoreirinha que deram tudo em campo e dignificaram a camisola penafidelense como têm feito sempre sendo um exemplo para os colegas de equipa. Amoreirinha  ainda na primeira evitou um golo certo num corte espetacular de cabeça na linha de golo. 
  Na segunda parte Carlos Brito colocou Gonçalo Abreu em campo na vez de M'Bala e João Martins no meio campo passando Caetano para a ala direita. As substituições não sortiram efeito e o FC Penafiel não conseguiu criar grande perigo na área minhota. Diogo Melo ainda lesionou-se entrando para seu lugar Djibril.
 Bruno Paixão deu 5 minutos de desconto devido ao anti jogo dos jogadores gilistas mas o Penafiel foi incapaz de chegar à baliza de Serginho. 
  Os jogadores penafidelenses têm que ter mais atitude em campo, jogar com garra em todos os jogos. A segunda liga é uma competição de regularidade e em Maio só sobe à primeira liga quem der tudo em todos os jogos e os jogadores penafidelenses não o estão a fazer. Há algumas excepções como já foi referido neste jogo os casos de Amoreirinha e Dias.
  Há muito trabalho a fazer e a entrega ao jogo é a principal crítica que os adeptos fazem aos seus jogadores.

Jogo no Estádio Cidade de Barcelos
Gil Vicente-Penafiel, 1-0
Ao intervalo: 1-0.
Marcador:
1-0, Vítor Gonçalves (30).

Equipas:

- Gil Vicente: Serginho, Pedro Lemos, Cadú, Sandro, Kiki, Djamal, Vítor Gonçalves (Platiny, 84), Yartey (Vagner, 63), Avto (Alphonse, 77), Paulinho e Simy.
(Suplentes: Júlio Neiva, Vagner, Platiny, Alphonse, Peck's, Goba e André Soares).Treinador: Nandinho.
- Penafiel: Coelho, Luís Dias, João Paulo, Amoreirinha, Daniel Martins, Diogo Melo (Djibril, 63), Tiago Barros, Caetano, Aldair (João Martins, 58), Bata e Mbala (Gonçalo Abreu, 46).
 (Suplentes: Ivo, Ângelo Meneses, Djibril, Bruno, João Martins, Kalindi e Gonçalo 
Abreu).Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Mbala (44), Aldair (51), João Paulo (54), Vítor Gonçalves (78), Gonçalo Abreu (80) e Serginho (90+3).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.

domingo, 4 de outubro de 2015

CLASSIFICAÇÃO


sábado, 3 de outubro de 2015

AVANÇADOS COM FALTA DE PONTARIA

  Hoje o FC Penafiel empatou no 25 de abril com o Ac. de Viseu a zero bolas. No geral foi um bom jogo de futebol com garra, oportunidades de golo e boas jogadas, no entanto o empate a zero bolas foi o resultado. A equipa viseense com três jogadores que já jogaram em Penafiel, Capela, Romeu Ribeiro e Alex criou alguma dificuldades ao Penafiel no primeiro tempo mas a equipa de Carlos Brito depressa equilibrou o jogo. A melhor oportunidade dos primeiros 45 minutos pertenceu à equipa penafidelense com Yero a desperdiçar de baliza completamente escancarada levando a bola a embater no poste. Na defensiva contrária o Viseu também teve uma boa oportunidade de golo mas Coelho fez a defesa da tarde evitando o golo da equipa orientado por Ricardo Chéu. 
  Na segunda parte o jogo foi muito aguerrido, com várias faltas e com o árbitro da partida a ver muitas faltas da equipa do FC Penafiel e a ver poucas do Viseu. Luís Ferreira "encostou" para os lados de Viseu e prejudicou a equipa rubro negra.
  Aos 62 minutos expulsou Yero com o segundo amarelo deixando o Penafiel a jogar com 10 elementos depois de uma grande penalidade não assinalada julgando o árbitro uma simulação.    Caetano passou a ocupar a posição de ponta de lança estando os restantes jogadores com tarefas defensivas devido à incursão dos jogadores da turma de Viseu no ataque. Até aos 80 minutos o Penafiel não criou oportunidades de golo mas depois da expulsão de Capela, os últimos minutos foram frenéticos com o Penafiel a atacar e a tentar o golo que poderia ter acontecido já nos descontos através de Vieira depois de um excelente cruzamento de Gonçalo Abreu. O avançado brasileiro atrapalhou-se e não conseguiu introduzir a bola na baliza. O jogo terminou com um empate tendo agora as duas equipas 15 pontos.

Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel - Académico de Viseu, 0-0.

Equipas:

- Penafiel: Coelho, Luís Dias, Amoreirinha, João Paulo, Daniel Martins, Diogo Melo, Tiago Barros, Aldair (Gonçalo Abreu, 66'), Caetano (Vieira, 80'), Mbala (Djibril, 66') e Yero.
(Suplentes: Ivo, Ângelo Menezes, Djibril, Bruno, Vieira, Kalindi e Gonçalo Abreu).
Treinador: Carlos Brito.

- Académico de Viseu: Janota, Tiago Costa, Tiago Goncalves, Mathaus, Capela, Kiko, Romeu Ribeiro, Alex Porto, Clayton (Yuri, 57'), Carlos Eduardo (João Ricardo, 92') e Fonseca (Fábio Martins, 62').
(Suplentes: Ruca, Gradíssimo, Yuri, Tomé, João Ricardo, Lameirão e Fábio Martins).
Treinador: Ricardo Chéu.

Árbitro: Luís Ferreira (AF Braga).
Ação disciplinar: cartão amarelo para João Paulo (34'), Mbala (45'), Kiko (55'), Yero (58' e 62'), Luís Dias (68'), Diogo Melo (72'), Mathaus (76') e Fábio Martins (79'). Cartão vermelho para Yero (62'), por acumulação de amarelos, e direto a Capela (79'). 

Assistência: 559 espectadores.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

PENAFIEL A SUBIR NA TABELA

O campeonato ainda vai no início mas é bom ver o FC Penafiel nos lugares da frente na tabela classificativa.
 No 25 de abril com o Chaves a equipa venceu a equipa transmontana com um golo solitário de Vieira e ontem a equipa de Carlos Brito voltou a ganhar desta vez no estádio D. Afonso Henriques por 2-3. Os golos penafidelenses foram apontados por Yero, Amoreirinha e por Denis, jogador vimaranense que fez um auto golo. Os dois golos do Vitória de Guimarães foram marcados de grande penalidade, ambos na segunda parte.
  O Penafiel esteve a ganhar por 1-3 mas acabou mais uma vez a partida a sofrer. Fora isso o Penafiel fez uma grande partida, talvez a melhor da época com Caetano mais uma vez a ser uma dor de cabeça para a equipa adversária. 
 No meio destes dois jogos do campeonato a equipa rubro negra realizou dois jogos, um para a taça da liga que perdeu no 25 de abril com o Portimonense e outro para  a taça de portugal que venceu por 0-3 o Lagoa.
  O importante objetivo de seguir na taça da liga ficou pelo caminho, tanto pelo lado desportivo como pelo financeiro. Na terceira fase da competição a probabilidade de jogar com um grande do futebol português é grande e o Penafiel não conseguiu transpor o Portimonense num jogo em casa. Carlos Brito fez algumas opções não habituais no 11 inicial e deu-se mal.
  Na taça de portugal a equipa cumpriu e seguiu em frente na competição.
No campeonato a equipa está neste momento a um ponto dos lugares de subida e a sete pontos do primeiro classificado que é o FC Porto B com 21 pontos.

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.
V. Guimarães B-Penafiel, 2-3.
Ao intervalo: 0-1.
Marcadores:
0-1, Amoreirinha, 42 minutos.
0-2, Yero, 48.
1-2, Dénis Duarte, 52' (grande penalidade).
1-3, Denis Martins, 65' (própria baliza).
2-3, Dénis Duarte, 81' (grande penalidade).

Equipas:

Vitória de Guimarães B: Miguel Silva, Arrondel (Joel, 51), Denis Martins, Dénis Duarte, Dabó, Phete (Nassim Zitouni, 58), Helinho, Fábio Vieira, Gui, Tyler Boyd e Bruno Mendes (Areias, 74).
(Suplentes: Miguel Oliveira, Joel, Serginho, Nassim Zitouni, Alexandre Silva, Ká e Areias).
Treinador: Marco Alves.

Penafiel: Coelho, Luís Dias, Amoreirinha, João Paulo, Daniel Martins, Diogo Melo (Djibril, 69), Tiago Barros, Caetano (Bruninho, 90+2), Aldair, Mbala (Gonçalo Abreu, 76) e Yero.
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Ângelo Meneses, Djibril, Gonçalo Abreu, Bruninho, Kalindi e Vieira).
Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Luís Godinho (Évora).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Luís Dias (23), Dénis Duarte (30), Amoreirinha (50), João Paulo (74) e Caetano (87).

Assistência: cerca de 1.000 espetadores.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

ÁRBITRO ESTRAGOU O JOGO

  O Penafiel a meio da semana em jogo a contar para a sétima jornada perdeu com o FC Porto B por 3-1.
 O jogo teve duas partes distintas pertencendo o primeiro tempo ao FC Penafiel. A equipa de Carlos Brito teve várias oportunidades de marcar mas só Aldair o conseguiu aos 15 minutos.
  A segunda parte abriu com o golo portista, Pedro Araújo não teve velocidade para acompanhar Gleison e o dianteiro portista fez o empate. Aos 71 minutos a figura do jogo João Mendes expulsou Diogo Melo, num lance em que o jogador penafidelense não fez falta para merecer qualquer cartão.  O FC Porto aproveitou e mais uma vez pelo corredor direito fez a reviravolta. Aos 83 minutos o árbitro "matou" o jogo com mais uma expulsão "estúpida". 
  Aos 89 minutos  com os jogadores já desconcentrados o Penafiel permitiu o 3-1  numa bola parada.
Foi o segundo jogo consecutivo a ganhar em que no no final do jogo não se venceu. Começa a lembrar a época passada... Deste jogo é bom dizer que Caetano foi o melhor em campo e só foi substituído porque ainda não tem o ritmo ideal para fazer 90 minutos. Mas neste jogo o árbitro fez a diferença prejudicou gravemente o Penafiel e condicionou as escolhas de Carlos Brito para o jogo com o Chaves.

Jogo no Estádio Dr. Jorge Sampaio, em Vila Nova de Gaia.

FC Porto B - Penafiel, 3-1.
Ao intervalo: 0-1.

Marcadores:
0-1, Aldair, 15 minutos.
1-1, Gleison 47.
2-1, Pité, 79.
3-1, André Silva, 89.

Equipas:

- FC Porto B: Gudiño, Victor Garcia, Chidozie, Maurício, Rafa, Omar (Tomás, 46'), Gleison, Francisco Ramos, Graça (Sérgio Ribeiro, 89'), Ismael (Pité, 46') e André Silva.
(Suplentes: Caio, Pité,Tomás, Ronan, Rui Moreira, Cláudio e Sérgio Ribeiro).
Treinador: Luís Castro.

- Penafiel: Coelho, Luís Dias, Amoreirinha, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Djibril (Tiago Barros, 63'), Diogo Melo, Aldair, Caetano (Ângelo Meneses, 76'), M'Bala (Bata, 70') e Yero.
(Suplentes: Ivo, Ângelo Meneses, Bruno, Vieira, Daniel Martins, Bata e Tiago Barros).

Treinador: Carlos Brito.
Árbitro: João Mendes (Santarém).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Omar (33'), Diogo Melo (45' e 71'), Yero (58' e 83'), Djibril (59') e Pedro Araújo (88'). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Diogo Melo (71') e Yero (83').

Assistência: 348 espectadores

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

RECUANDO, RECUANDO, PERDEU-SE DOIS PONTOS


Ontem o FC Penafiel perdeu uma grande oportunidade para se juntar no grupo da frente da tabela classificativa empatando com o Oliveirense no 25 de abril a duas bolas.


  O jogo até começou bem para a equipa de Carlos Brito e aos 18 minutos já vencia por 2-0 com golos de Tiago Barros de livre direto e M'Bala  nem remate antecipando-se a um defesa de Oliveira de Azeméis. Até aos 30 minutos o Penafiel ainda teve o controlo do jogo, mas depois o relaxamento dos jogadores penafidelenses e sem que o treinador Carlos Brito fizesse alguma coisa a Oliveirense começou acreditar e antes do intervalo fez o 2-1. Na segunda parte a equipa penafidelense continuou a baixar os braços e a Oliveirense aproveitou-se disso. Aos 72 minutos de uma bola parada Sérgio Silva fez o segundo da conta pessoal e da Oliveirense. Carlos Brito ainda fez duas alterações mas já não impediu que o desfecho final fosse o empate a duas bolas.

  Foi um jogo para o nosso treinador e jogadores tirarem ilações, pois a ganhar 2-0 com uma equipa que tinha 5 jogos, 5 derrotas, que se viu que não tinha jogo para o FC Penafiel, não se podia ter deixado empatar. Os jogadores penafidelenses aos 25 minutos de jogo não podem pedir calma e queimar tempo. Com uma equipa como a Oliveirense não se podia tirar o pé do acelerador e se isso acontecesse o Penafiel podia ter uma goleada a seu favor.
 Em campo precisava-se de uma voz de comando e não houve, muito pelo contrário. Ângelo Menezes foi chamado a capitão e não teve à altura dos acontecimentos. Coelho, Pedro Araújo, Dias, jogadores que já vestiram a camisola penafidelense em várias épocas mereciam mais a braçadeira de capitão, ou até Diogo Melo que é um jogador mais experiente. Carlos Brito está a cometer alguns erros e está na hora de os corrigir.
  Domingo um jogo difícil em Pedroso com O FC Porto B que venceu nesta jornada o Famalicão por 2-4 no minho.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel-Oliveirense, 2-2.
Ao intervalo: 2-1.
Marcadores:
1-0, Tiago Barros, 12 minutos.
2-0, Mbala, 19.
2-1, Sérgio, 40.


2-2, Sérgio, 72.

Equipas:

Penafiel: Coelho, Luís Dias, Ângelo Menezes, João Paulo, Pedro Araújo, Diogo Melo (Vieira, 72), Djibril, Tiago Barros, Aldair (Bata, 62), Yero e Mbala (Caetano, 84).
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Daniel Martins, Bruninho, Bata, Kalindi, Caetano e Vieira).
Treinador: Carlos Brito.

Oliveirense: João Pinho, Zé Pedro, Stephane Madeira, Sérgio, Kaká, Moedas (Guimarães, 66), Renan, Babo (Carlitos, 53), Leleco, Thompson e Rafa (Marocas, 60).
(Suplentes: Raphael Mello, Marocas, Carlitos, Oliveira, Mário Mendonça, Guimarães e Luís).
Treinador: Artur Marques.

Árbitro: João Pinheiro (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Leleco (48), Zé Pedro (57), Renan (80), Vieira (84) e Carlitos (88).

Assistência: 574 espetadores.

sábado, 12 de setembro de 2015

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

ANTÓNIO GASPAR DIAS DEIXA O FC PENAFIEL

   O Presidente do FC Penafiel irá deixar a direção penafidelense para ingressar na Liga portuguesa de futebol sendo um dos homens fortes de Pedro Proença. Acaba assim o vínculo de presidente do clube penafidelense passados dois anos e três meses depois do dia 5 de junho ter encabeçado a direção penafidelense que lembre-se na altura não havia ninguém que quisesse tomar conta do FC Penafiel.
  Gaspar Dias ficará com a pasta das competições na liga,
um cargo com responsabilidades dentro da instituição.
  Falta saber como irá funcionar o FC Penafiel e quem será o homem que tomará as decisões dentro do clube.
  Gaspar Dias nos dois anos que esteve no clube fez um bom trabalho, sendo o primeiro ano um ano de glória, já que o FC Penafiel subiu à primeira liga, na época seguinte adivinhava-se uma época difícil e assim concretizou-se com uma descida de divisão
  Nesta época Gaspar Dias e sua direção formou uma equipa capaz de lutar outra vez pela subida de divisão.
 Em relação às contas do clube,  e apesar de não ter havido ainda uma assembleia geral com aprovação de contas parece que o clube está estável, sem dívidas, sendo uma boa notícia para o FC Penafiel. 
  Gaspar Dias fez um óptimo trabalho em Penafiel e talvez por isso foi chamado para ser um dos homens fortes de Pedro Proença.
  Agora com o clube com as contas regularizadas não faltará pretendentes ao cargo de presidente do FC Penafiel e veremos quem aparecerá para tomar conta do clube nos próximos tempos. Embora que só deva haver eleições no final da temporada.
 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

YERO RESOLVEU

  Na quinta jornada o FC Penafiel conquistou os seus primeiros pontos fora de casa, numa vitória por 1-2 sobre o Atlético. 
  O Penafiel iria jogar contra o primeiro classificado da segunda liga e não se deu mal embora o Atlético entrasse melhor no jogo. Mesmo com o Atlético a jogar melhor nos primeiros 45 minutos, o FC Penafiel foi o primeiro a marcar aos 9 minutos através de Pedro Ribeiro após um canto. A equipa de Jorge Andrade foi atrás do prejuízo e conseguiu o empate aos 26 minutos depois de Tiago Barros infantilmente perder uma bola no meio campo que rapidamente deu um contra ataque. A bola cruzada rasteira encontrou Vouho que antes de rematar à baliza fez falta sobre Ângelo Meneses, o àrbitro da partida não viu a falta e apontou para  o centro do campo, era o empate da equipa da casa. O Penafiel não jogava muito bem tendo muitas dificuldades em fazer circular a bola. Na segunda parte Yero aos 58
minutos fez um grande golo, já dentro da área dominou, fintou, e rematou para o fundo das redes.    Depois do golo o Penafiel sofreu até ao final da partida. Amoreirinha que jogou de início a médio mais recuado fora expulso aos 72 minutos deixando a equipa com 10 elementos em campo.  Carlos Brito já tinha feito duas alterações colocando Bata e Bruno em campo e depois da expulsão de Amoreirinha fez a sua última substituição retirando Gonçalo Abreu e metendo João Paulo para ajudar nas tarefas defensivas. Entretanto o final do jogo chegou com o Atlético em cima do Penafiel mas com os três pontos assegurados.
 O jogo teve alguns incidentes. como o fiscal de linha a fazer gestos obscenos para os adeptos penafidelenses, nas bancadas não puderam entrar algumas bandeiras rubro negras ( a desculpa foi que se entrassem o FC Penafiel apanhava uma multa), e durante o jogo Jorge Andrade que nem é o treinador oficial da equipa trazendo uma braçadeira na mão não se podendo identificar era ele que estava sempre na linha a dar indicações para o campo. O mais engraçado é que junto ao banco de suplentes do Atlético estava um diretor da liga que só deve ganhar o seu dinheiro não fazendo cumprir as regras da Liga de futebol. 
  É o futebol que temos em Portugal onde um adepto não pode entrar com uma bandeira num estádio às "moscas", mas as regras em relação ao jogo que se deveriam cumprir não são fiscalizadas pelos diretores da liga, já nem falando do fiscal de linha a fazer gestos para as bancadas também nas barbas do mesmo diretor da liga. Uma autêntica vergonha em que a nossa direção deveria levantar voz sobre estes casos.
  Fora estes incidentes o que interessou foram os três pontos muito importantes para o FC Penafiel que se encontra agora mais perto do cimo da tabela classificativa.

Jogo no Estádio da Tapadinha, em Lisboa.
Atlético - Penafiel, 1-2.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:
0-1, Pedro Ribeiro, 09 minutos.
1-1, Vouho, 26.
1-2, Yero, 58.

Equipas:

Atlético: Mickael Meira, Pierre Mbemba, Javier Cohen, Maurício (Minor Lopez, 60), Duarte Machado, Hélio Cruz, Júlio César (Celestino, 55), Jorge Ribeiro, Palácios, Vouho e Nadson (Quinaz, 46).
(Suplentes: Danilo, Pires, Quinaz, Celestino, Pedro Almeida, Minor Lopez e Malele).
Treinador: Pedro Hipólito

Penafiel: Coelho, Luís Dias, Ângelo Menezes, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Amoreirinha, Djibril, Tiago Barros (Bruno, 62), Aldair (Bata, 46), Yero e Gonçalo Abreu (João Paulo, 86).
(Suplentes: Ivo, Mbala, Bruno, Vieira, Daniel Martins, João Paulo e Bata).
Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Cosme Machado (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Amoreirinha (51 e 72), Yero (74), Gonçalo Abreu (77), Quinaz (83), Coelho (88) e Jorge Ribeiro (90+6). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Amoreirinha (72).

Assistência: Cerca de 350 espetadores.

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

CLASSIFICAÇÃO


quarta-feira, 26 de agosto de 2015

FINALMENTE UMA VITÓRIA

  A primeira vitória do campeonato está conquistada e um golo de Yero bastou para o FC Penafiel conquistar três pontos. O técnico penafidelense apenas fez uma alteração em relação ao último jogo em Olhão retirando Tiago Rosa e colocando em campo Dias.
  O jogo como se adivinhava não foi fácil, pois o Penafiel não vinha de boas exibições e ia jogar com um adversário aguerrido. Na primeira parte  a equipa de Carlos Brito tentou chegar ao golo, numa parte intensa e com o Varzim a ter algumas situações de golo iminente mas a falta de maturidade dos seus jogadores e um punhado de boas defesas de Coelho evitou o golo varzinista. Antes disso acontecer a equipa penafidelense endereçou a bola duas vezes ao ferro, uma por João Martins, num grande remate fora de área e outra por Yero num cabeceamento que esbarrou no mesmo poste que João Martins já tinha acertado. A sorte parecia não sorrir mais uma vez aos penafidelenses.
  A segunda parte começou praticamente com o golo penafidelense, um mau atraso de um jogador da Póvoa de Varzim e um ressalto resultou de uma bola à mercê de Yero que não teve dificuldade em fazer o único golo da partida. Depois do golo rubro negro o Varzim nunca criou grande perigo para a baliza de Coelho. O Penafiel ainda podia ter marcado o segundo golo em algumas situações mas não teve arte nem engenho para o fazer.
  O FC Penafiel esteve bem melhor que em Olhão, mas nota-se que ainda há muito trabalho por fazer, pois o Varzim foi uma presa fácil no 25 de abril.
  O Penafiel já saiu dos lugares de despromoção e domingo irá defrontar uma das surpresas do campeonato, o Atlético.

Jogo disputado no Estádio 25 de Abril, em Penafiel.
Penafiel-Varzim, 1-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcador:1-0, Yero, 53 minutos.

Equipas:
Penafiel: Coelho, Luís Dias, Ângelo Menezes, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Djibril, João Martins (Amoreirinha, 70), Tiago Barros, Aldair (Bata, 63), Yero e Gonçalo Abreu (Mbala, 46).
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Amoreirinha, Tiago Rosa, Bruninho, Bata, Mbala e Vieira).
Treinador: Carlos Brito.

Varzim: Pedro Soares, Abel, Sandro, Pedro Santos, João Carneiro (Pedro Cervantes, 81), Pedro Sá, Bijou (Bruno Moraes, 67), Nelsinho, Adilson (Rui Coentrão, 56), Diego Mourão e Stanley.
(Suplentes: Ricardo, Tiago Lopes, Pedro Cervantes, Bruno Moraes, Hernâni, Nelson Agra e Rui Coentrão).
Treinador: Quim Berto.

Árbitro: Fábio Veríssimo (Setúbal).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pedro Santos (10), Pedro Ribeiro (40), Luís Dias (61), Djibril (66), Bruno Moraes (73), Stanley (77) e Nelsinho (82 e 84). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para Nelsinho (84).

Assistência: Cerca de 700 espetadores.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

FC PENAFIEL NÃO TEVE "OLHO" PARA A BALIZA

  O FC Penafiel perdeu mais um jogo, desta vez com o Olhanense no velhinho José Arcanjo por 2-1.
 As equipas marcaram cedo sendo o Olhanense a marcar primeiro aos 9 minutos através de uma grande penalidade assinalada por Manuel Mota, depois de uma suposta mão de João Martins. A equipa de Carlos Brito respondeu e o FC Penafiel restabeleceu o empate com um golo de cabeça de Gonçalo Abreu aos 14 minutos, após canto de João Martins. Os restantes minutos do primeiro tempo foram equilibrados, mas jogados de forma muito fraca.
  Na segunda parte o Olhanense colocou-se novamente em vantagem com um grande golo fora da área após remate de João Oliveira que não deu hipóteses a Coelho. Carlos Brito apostou em marcar golos e retirou do campo o médio defensivo Djibril e colocou Vieira na frente de ataque, e mais tarde trocou os extremos, entrando em campo Bata no lugar de Aldair e M'Bala na esquerda ocupando o lugar de Gonçalo Abreu. A última meia hora o jogo parecia os amadores, o Olhanense só pensava em queimar tempo, a equipa de arbitragem não fazia nada em relação a isso, o árbitro assistente provocava os adeptos penafidelenses por estarem a perder e a equipa penafidelense jogava muito mal, fazendo o dito "chuveirinho" que nunca deu em nada, nem com homens de alta estatura como Vieira e Yero. Isto tudo num campo impróprio para receber jogos de futebol profissional. Foi um jogo para esquecer mas que se tem de tomar as devidas ilações. 
  O campeonato é longo mas neste momento o FC Penafiel tem um ponto e encontra-se na penúltima posição num campeonato que tem 24 equipas. 
  Quarta feira há novo jogo para o campeonato, desta vez no 25 de abril, a partida será com o Varzim, equipa que subiu esta época à segunda liga. Depois da péssima primeira parte no seixal, e depois deste mau jogo em Olhão, o Penafiel precisa de uma boa exibição e de uma vitória com a equipa varzinista. Algo tem que mudar e tem que ser já antes que seja tarde demais.

Jogo no Estádio José Arcanjo, em Olhão.
Olhanense-Penafiel, 2-1.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:
1-0, Murilo, 09 minutos (grande penalidade).
1-1, Gonçalo Abreu, 14.
2-1, João Oliveira, 56.

Equipas:
Olhanense: Tiago Maia, Rodolfo Lourenço, Materazzi, Fábio Marinheiro, Tiago Duque, Virga, Giraldo, João Oliveira (Mickael, 74), Januário (Douglas Cordeiro, 90), Murilo e Leandro Borges (Ponce, 90+3).
Suplentes: Léo, Ousmane Baldé, Ponce, José Coelho, Douglas Cordeiro, Pedro Albino e Mickael.
Treinador: Cristiano Bacci.

Penafiel: Coelho, Tiago Rosa, Ângelo Meneses, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Djibril (Vieira, 65), João Martins, Tiago Barros, Aldair (Bata, 73), Yero e Gonçalo Abreu (Mbala, 85).
Suplentes: Ivo, Luís Dias, Mbala, Bruno, Vieira, João Paulo e Bata.
Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Manuel Mota (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Yero (08), Pedro Araújo (17), Murilo (21), Tiago Barros (68), Ângelo Meneses (87) e Leandro Borges (90+3).

Assistência: Cerca de 500 espetadores.
  
  

terça-feira, 18 de agosto de 2015

CAETANO ASSINA POR UMA ÉPOCA

  Faltando sensivelmente duas semanas para o final das contratações de início de época, o FC Penafiel assegurou mais uma contratação, Caetano assinou um contrato por uma época. O extremo esquerdo natural de Paredes, mas com raízes em Penafiel ainda não tinha clube assinando assim pelo clube rubro negro. Tem 24 anos e na sua carreira de futebol profissional só conheceu dois clubes, o Paços de Ferreira e o Gil Vicente, jogando sempre na divisão maior do futebol português.
  Nunca foi um titular indiscutível e como se vê na tabela só na época passada realizou uma média de mais minutos do que nos outros anos. Não é um grande goleador, mas sabe assistir bem tendo a sua rapidez como a sua arma mais eficaz. Será uma novidade na segunda liga, na primeira liga nunca se impôs como um titular e no Penafiel a tarefa também, não será fácil, pois a concorrência é apertada, Gonçalo Abreu, Bata e M'Bala serão concorrentes ao seu lugar.
  Os adeptos estavam à espera que o meio campo fosse reforçado, pois é nesse setor que a equipa não tem grandes soluções. Foi mais um extremo que se contratou e será o sexto do plantel. Será que esta contratação é a prevenção de alguma saída como Aldair e M'Bala ? Só assim se percebe esta contratação que claro é bem vinda, mas que o setor em causa não era o mais debilitado. 
 Caetano é um jogador com qualidade e é mais um ajudar o nosso clube. Bem vindo Caetano

sábado, 15 de agosto de 2015

PENAFIEL PENALIZADO POR FRACA 1.ª PARTE

  O FC Penafiel perdeu esta tarde com o Benfica B no Seixal por uma bola a zero, o golo foi marcado na primeira parte aos 26 minutos. 
  O primeiro tempo foi de feição à equipa da casa, também por culpa do Penafiel que entrou muito apático no jogo. Os jogadores penafidelenses não se esforçaram como devia ser e permitiram que a equipa de Hélder Cristóvão tomasse conta do jogo. Carlos Brito ainda na primeira parte retirou M'Bala que estava a fazer um bom jogo para meter em campo Aldair.
  Na segunda parte a equipa
penafidelense mudou a sua atitude e foi à procura do golo do empate. Teve um punhado de boas ocasiões, sendo a mais flagrante uma bola na barra endereçada por Yero. O técnico penafidelense ainda colocou em campo Vieira e Gonçalo Abreu mas o golo não apareceu.
  Pelo que fez na segunda parte o FC Penafiel não merecia ter perdido este jogo mas foi penalizado pela paupérrima primeira parte. São erros que não podem acontecer outra vez, pois se o FC Penafiel quer ganhar jogos a equipa tem que ter uma entrada forte nos jogos. 
  A próxima jornada será novamente fora do 25 de abril, sendo o jogo em Olhão com a respetiva equipa local.

Caixa futebol campus, Seixal
Benfica B 1-0 Penafiel
Ao intervalo: 1-0
Golo: Diogo Gonçalves 26 minutos

Equipas:

- Benfica B: Miguel Santos, Alexandre Alfaiate, João Nunes, Vitalii Lystcov, Pedro Rebocho, Renato Sanches, Pawel Dawidowicz, Jo
ão Carvalho (Hildeberto Pereira, 82'), Diogo Gonçalves, Oliver Sarkic (Gilson Costa, 63') e Sancidino Silva (Clésio Bauque, 76').
(Suplentes: André Ferreira, Gilson Costa, Clesio Bauque, Elbio Alvarez, Yuri Ribeiro, João Lima e Hildeberto Pereira).
Treinador: Hélder Cristóvão.

- Penafiel: Coelho, Tiago Rosa, João Paulo, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Djibril (Vieira, 67'), João Martins, Tiago Barros, Bata (Gonçalo Abreu, 74'), Yero e Mbala (Aldair, 39').
(Suplentes: Ivo, Dias, Bruno, Vieira, Aldair, Daniel Martins e Gonçalo Abreu).
Treinador: Carlos Brito.

Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa).

domingo, 9 de agosto de 2015

EMPATE NO PRIMEIRO JOGO

  O FC Penafiel frente ao Leixões no 25 de abril empatou a zero bolas, jogo referente à primeira jornada da segunda liga.
  Carlos Brito tinha problemas no meio campo, com Diogo Melo lesionado e João Martins castigado. nos lugares destes jogadores, o técnico penafidelense optou por Djibril e Bruno. E apesar de não terem estado mal, no jogo faltou alguma criatividade e objetividade. Em quase toda a partida o Penafiel esteve por cima do jogo, teve mais oportunidades de golo, mas faltou alguém que introduzisse a bola dentro da baliza.
  A defesa esteve bem, sendo o quarteto defensivo que atuou frente ao Olhanense. No meio campo faltou a tal criatividade e no ataque Bata, Gonçalo Abreu e Yero não conseguiram fazer golos apesar de se esforçarem. Yero ganhou muitas bolas de cabeça mas os remates foram quase sempre passes ao guarda redes. Na baliza Coelho fez uma grande defesa na segunda parte evitando o golo penafidelense.
  Na segunda parte Carlos Brito fez entrar Aldair M'Bala e Vieira e mostraram valor mostrando que podem jogar no onze inicial.
  O empate foi o resultado possível numa tarde de muito calor frente a um adversário aguerrido. 
  O próximo jogo será com o Benfica B no seixal.

Estádio 25 de abril
Penafiel 0-0 Leixões

Penafiel: Coelho, Tiago Rosa, Pedro Ribeiro, Ângelo Menezes, Pedro Araújo, Djibril, Bruno (Vieira 74'), Tiago Barros, Gonçalo (Aldair 45'), Abreu, Bata (M'Bala 85') e Yero.
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Luís Dias, João Paulo, Daniel Martins, Aldair, Mbala e Vieira)
Treinador: Carlos Brito.

Leixões: Ricardo Moura, Gonçalo Graça, Pedro Pinto, Diogo Nunes, Max, Rui André, Pedro Tavares (Malafaia, 71'), Rateira (Ryan, 80'), Bruno Lamas, Miguel Ângelo (Guo Yi, 63') e Pedras.
(Suplentes: Taha, João Pedro, Malafaia, Ryan, Rui Cardoso, Guo Yi e Ricardo Barros).
Treinador: Manuel Monteiro.

Árbitro: Jorge Ferreira (Braga).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rui André (40), Max (50), Ângelo Menezes (54) e Yero (75).

Assistência: Cerca de 800 espectadores.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O CAMPEONATO VAI COMEÇAR


  Sábado começa a segunda liga e o FC Penafiel recebe o Leixões no estádio 25 de abril. Depois da vitória na taça da liga sobre o Olhanense a equipa de Carlos Brito tem um jogo com uma equipa que no ano passado ficou a três pontos dos lugares de descida, uma equipa jovem, com muitos jogadores vindos das camadas jovens. Este ano não será diferente, o Leixões fez algumas contratações de jogadores do campeonato nacional de seniores e a contratação mais sonante foi a de Banjai um jogador que na época passada não teve clube.
  Será portanto uma equipa acessível para os penafidelenses e uma vitória será o único resultado positivo. Não esquecendo que a segunda liga é muito competitiva, os jogadores rubro negros terão que dar o máximo para os três pontos ficarem em Penafiel.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

TIAGO BARROS O HERÓI DA TAÇA DA LIGA

   Tiago Barros foi o herói penafidelense na primeira eliminatória da taça da liga deste ano. Marcou um grande golo de livre direto e outro foi marcado de cabeça ganhando nas alturas a um defesa de Olhão.
   Tiago Barros tem 27 anos de idade e chegou do Tondela, equipa que subiu à primeira liga. No passado sábado jogou a titular e deverá ser ao longo da época uma escolha acertada na equipa titular de Carlos Brito. É um jogador seguro do que faz, sabe defender e sabe aparecer na área para finalizar, apesar de não ser um grande goleador, pois no jogo do Olhanense marcou tantos golos como na época passada. Mas espera-se que ao serviço do FC Penafiel marque muitos golos.
   O médio penafidelense já esteve num clube de primeira liga mas não foi muito feliz fazendo apenas 40 minutos em 3 jogos em época e meia com a camisola do Beira-Mar. Entretanto mudou-se para o Tondela onde permaneceu até à época passada conquistando duas subidas de divisão, a primeira em 2011-2012 onde ajudou o clube a subir à segunda liga e na época transata onde o Tondela subiu ao primeiro escalão do futebol nacional. Este ano está em Penafiel começando bem a época, esperemos que seja para continuar.

domingo, 2 de agosto de 2015

TIAGO BARROS FOI O GOLEADOR

   

Pedro Araújo sempre "certinho"
Hoje o FC Penafiel venceu por 2-0 no primeiro jogo a doer e passou à segunda eliminatória da taça da liga onde irá defrontar o Portimonense na próxima fase.
  A equipa adversária apenas com dois jogadores no banco de suplentes não ofereceu grande luta e Ivo Gonçalves o guarda redes titular hoje, teve uma tarde tranquila e apenas fez uma grande defesa na segunda parte.
  Os dois golos aconteceram na primeira parte e o marcador de serviço foi Tiago Barros aos 40 e 43 minutos, um livre direto excelentemente marcado e o segundo um golo de cabeça depois de Yero ter ganho nas alturas na área do Olhanense.
  Pedro Ribeiro e Ângelo Menezes foram os centrais e estiveram muito bem, Pedro Ribeiro continua a ser o patrão da defesa e começou muito bem a época, os laterais Pedro Araújo  e Tiago Rosa nunca comprometeram.
  No meio campo Diogo Melo, Tiago Barros e João Martins chegaram para as encomendas, todos eles muito combativos e com grande qualidade.  Na frente jogaram Aldair, Gonçalo Abreu e Yero nem sempre muito mexidos mas mostraram que são hipóteses para o onze penafidelense.
  A segunda parte foi mais de contenção onde Carlos Brito fez entrar Bata, M'Bala e Vieira. O Penafiel segurou o resultado e até podia ter dilatado o marcador, mas no final o 2-0 foi o resultado final. João Martins aos 89 minutos fora expulso depois de ter pegado na bola depois de uma falta que o árbitro não assinalou.
  Foi o primeiro jogo da época e o que se viu não foi mau. A defesa será coesa, no meio campo o Penafiel irá ter qualidade e na frente de ataque a equipa os avançados são possantes  e os laterais rápidos com bom toque de bola. Temos equipa. FORÇA PENAFIEL
Tiago Barros o marcador de serviço


Estádio 25 de abril
Taça da Liga
Penafiel 2-0 Olhanense 
Golos: Tiago Barros, 40 e 43 minutos

Penafiel: Ivo, Tiago Rosa, Ângelo, Pedro Ribeiro, Pedro Araújo, Diogo Melo, Tiago Barros, João Martins, Aldair (M'Bala 73'), Gonçalo Abreu (Bata 63') e Yero (Vieira 79').
Suplentes: Coelho, João Paulo, Djibirl, Bruno, M'Bala, Bata, Vieira
Treinador: Carlos Brito

Olhanense: Tiago Maia, Douglas, Fábio Marinheiro, Materazzi, Rodolfo Lourenço, Mickael, Januário (Giraldo, 82), Coelho, João Oliveira, Murilo (Zé Miguel, 79) e Ponce.
Suplentes: Giraldo e Zé Miguel.
Treinador: Cristiano Bacci

Árbitro: Daniel Cardoso, Aveiro
Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Martins (17 e 89), Mickael (57) e Fábio Marinheiro (90+2). Cartão vermelho por acumulação de cartões amarelos para João Martins (89).

Assistência: Cerca de 500 espetadores

sexta-feira, 31 de julho de 2015

AGORA É A DOER


quinta-feira, 23 de julho de 2015

VITÓRIA COM O GUIMARÃES B

  Ontem o Penafiel teve mais um jogo de pré-época, desta vez com o Vitória de Guimarães B. A vitória sorriu aos penafidelenses por 1-2.
Vieira jogador em destaque na 1.ª parte mandou uma bola ao poste e marcou uma grande penalidade fazendo o 0-1, é um jogador com muita garra e é um lutador na frente de ataque. O Vitória de Guimarães marcou antes do intervalo também por penalti, um penalti inexistente. 
  A equipa penafidelense esteve melhor nos primeiros 45 minutos sendo que na segunda parte Carlos Brito alterou o onze. M'Bala muito irrequieto sempre a dar dores de cabeça à defesa vitoriana. Yero também deu boas indicações com bom toque de bola tanto no jogo aéreo como pelo chão. Fábio jogador vindo dos juniores deu a vitória aos rubro negros golo marcado na segunda parte. A defesa também esteve muito bem, foi um bom teste e com uma vitória alheia por 1-2.

domingo, 19 de julho de 2015

OS EQUIPAMENTOS OFICIAIS

Estes são os novos equipamentos oficiais do FC Penafiel havendo várias alternativas, o principal será camisola vermelha e calção preto vestido por Pedro Ribeiro.

VIEIRA NAS ALTURAS MARCOU UM DOS GOLOS PENAFIDELENSE


PENAFIEL 2-0 MOREIRENSE


  No jogo de apresentação aos sócios o FC Penafiel venceu o Moreirense por duas bolas a zero sendo os golos marcados por Vieira e João Martins.

  Carlos Brito utilizou todos os jogadores disponíveis inclusive os juniores vindos das camadas jovens.
  Ora neste jogo deu para ver que o FC Penafiel tem uma equipa muito compacta, temos três bons guarda redes,
uma boa defesa tanto no centro como nas laterais, o meio campo apesar de faltar pelo menos um médio esteve bem e no ataque temos extremos rápidos e com técnica e os avançados Vieira e Yero dão conta do recado na frente de ataque.
  Carlos Brito terá muitas dores de cabeça em fazer um onze pois os jogadores são muito equilibrados entre eles tendo um excelente plantel. Sejam eles quem forem a jogar a titular, mas no banco o técnico penafidelense terá sempre alternativas válidas.
  Pelo plantel apresentado a manutenção rapidamente será alcançada e os lugares cimeiros da tabela estarão em vista.
 

sábado, 18 de julho de 2015

JOGO DE APRESENTAÇÃO COM O MOREIRENSE


  O jogo de apresentação aos sócios será hoje dia 18 às 19:00.

  O convidado será o Moreirense equipa comandada pelo ex técnico penafidelense Miguel Leal.
  Para já ainda não houve mais nenhuma novidade quanto a reforços e não se sabe se haverá alguma novidade para a apresentação de hoje, mas tudo indica que não. O Plantel fora os júniores conta com 22 elementos, número insuficiente para uma época tão longa como vai ser esta. Serão 46 jogos para o campeonato, mais os jogos das taças.
  Hoje também será a despedida do nosso capitão Ferreira que deixará de ser jogador do FC Penafiel para integrar um cargo na estrutura penafidelense. Todos os penafidelenses devem a sua comparência neste jogo, pois Ferreira defendeu a camisola penafidelense durante muitos anos com toda a sua raça e paixão pelo clube.
Os sócios pagam 3 euros mesmo com quotas em atraso e os não sócios 5 euros.
  COMPAREÇAM NESTE JOGO, PELO FC PENAFIEL E PELO NOSSO FERREIRAÇA