terça-feira, 21 de março de 2017

REVIRAVOLTA MERECIDA NA SEGUNDA PARTE

  No 25 de abril este fim de semana o FC Penafiel venceu o Benfica B por 2-1 numa partida difícil e mal dirigida pelo árbitro da partida.
Ensinar os miúdos a serem do FC Penafiel é o que devia acontecer
  Quem começou melhor foi a equipa lisboeta que esteve claramente superior impondo a sua velocidade e a técnica dos seus jogadores, foi uma primeira parte em que o Penafiel pouco jogou à bola, mas porque a equipa contrária esteve bem melhor. O golo surgiu de uma bola parada onde Ferro subiu mais alto que todos e bateu Ivo Gonçalves aos 21 minutos, e se não fosse a bela exibição do guardião penafidelense tanto na primeira parte como na segunda o Benfica poderia ter marcado muitos mais, mas Ivo esteve inspirado. 
  O Penafiel o pouco que fez na primeira parte teve no árbitro da partida Rui Oliveira uma barreira para não chegar ao golo, amarelos, faltas e um penalti não assinalado prejudicando sempre o FC Penafiel, fazendo uma péssima arbitragem.


  O intervalo fez bem aos rubro negros e na segunda parte os jogadores penafidelenses vieram com outra vontade para o relvado e conseguiram modificar o rumo dos acontecimentos.
  João Paulo aos 49 minutos restabeleceu o empate e tudo mudou, a equipa de Paulo Alves foi mais capaz, criou mais perigo e aos 87 minutos Fernando que entrou na segunda parte fez o tento da vitória.
  Foi uma grande segunda parte da equipa penafidelense que combateu uma equipa muito boa a do Benfica B. Agora haverá uma paragem no campeonato, que será oportuna para recuperar Daniel Martins e Hélio Cruz que se encontram lesionados, o próximo jogo é no Varzim.

Jogo no estádio 25 de Abril. 
Penafiel - Benfica B, 2-1.
Ao intervalo: 0-1.
Marcadores:
0-1, Ferro, 21 minutos.
1-1, João Paulo, 49.
2-1, Fernando, 87.

Equipas:

Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi, João Paulo, Diouf, Pedro Araújo, Romeu Ribeiro, André Fontes, Rafa Sousa (Fernando, 66), Wellington (César, 90+2), Fábio Fortes (Fidelis, 76) e Gonçalo Abreu.
(Suplentes: Coelho, Luís Dias, Paulo Bessa, César, Edu, Fernando e Fidelis).
Treinador: Paulo Alves.

Benfica B: Ivan Zlobi, Aurélio Buta, Rúben Dias, Ferro, Yuri Ribeiro, Pêpê, Heri (Florentino Luís, 86), Gedson, Jota (Dálcio, 71), João Félix (Zé Gomes, 56) e Diogo Gonçalves.
(Suplentes: André Ferreira, Pedro Amaral, João Escoval, Florentino Luís, Dálcio, Romário Baldé e Zé Gomes).
Treinador: Hélder Cristóvão.

Árbitro: Rui Oliveira (AF Porto).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Paulo (20), Wellington (29), Romeu Ribeiro (63), Aurélio Buta (75), Dálcio (80), Pêpê (88) e Rúben Dias (88).

Assistência: 527 espectadores
 

sábado, 18 de março de 2017

QUE SOCIEDADE ESTA...

   Domingo joga-se mais um jogo do campeonato desta vez com o Benfica B. O jogo será às 11:15 da manhã pois vai ter transmissão televisiva na sporrtv.
  A equipa lisboeta nunca venceu em Penafiel e o melhor que conseguiu foi um empate em 13/14 obtendo duas derrotas.
  Como sempre haverá adeptos estarolas, pessoas de Penafiel que é raro verem o FC Penafiel irão ver o jogo porque a equipa B do Benfica irá jogar no 25 de abril. A mentalidade dos penafidelenses continua fraca e em vez de apoiarem o clube da terra preferem ser de um clube de fora da sua própria cidade. Todos dizem que os adeptos do Vitória de Guimarães é que é, e que são os melhores mas cá em Penafiel as pessoas preferem ser de um dos ditos grandes do que fazerem-se sócios do clube da terra.
  Em Portugal o futebol é uma vergonha, as bancadas vazias são uma vergonha e os adeptos são uma vergonha. Não conseguem ver que se toda a gente apoia-se o clube da terra, os estádios iriam estar mais preenchidos, haveria mais dinheiro para os clubes, a centralização dos direitos televisivos iria estar em cima da mesa, iria haver maior competitividade e o futebol iria ser melhor em todos os aspetos. Mas as pessoas continuam a querer ser dos mais fortes, para ganharem mais vezes e para se sentirem superiores. Enfim é a sociedade que temos... Muito fraca, muito fraca
  

quinta-feira, 16 de março de 2017

REGULARIDADE NÃO É "COISA" DOS NOSSOS JOGADORES


Penaboys sempre no apoio
Ontem o FC Penafiel perdeu em Barcelos com o Gil Vicente por 3-1 numa partida em que os jogadores penafidelenses entraram completamente a dormir.
  Aos quatro minutos os penafidelenses já perdiam por 2-0 e só não aconteceram mais golos porque os gilistas foram perdulários em frente a Ivo. A primeira parte foi desprovida de ideias e só Kalindi e Wellington tentaram rumar contra a maré. Aliás Wellington teve a melhor oportunidade dos primeiros 45 minutos podendo reduzir para 2-1, não reduziu e o Gil Vicente fez logo a seguir o 3-0 antes de acabar o primeiro tempo.
  Na segunda parte o Penafiel esteve um pouco melhor e aos 59 minutos Fernando já em campo endereçou uma bola ao poste, mas só no final do jogo o Penafiel marcou por Fábio Fortes fazendo o 3-1. Os jogadores penafidelenses ainda tentaram mais golos e podiam ter marcado se Artur Soares Dias o árbitro da partida tivesse assinalado uma grande penalidade na favor dos rubro negros. 
  O resultado final foi o 3-1 num jogo fraco, mais fraco ainda dos jogadores penafidelenses que estiveram irreconhecíveis em relação aao jogo com o Vizela. Já se disse mais que uma vez que a segunda liga é uma prova de regularidade e sem ela não se discute os primeiros lugares, é o que acontece com o FC Penafiel. 

Jogo no estádio Cidade de Barcelos
Gil Vicente - Penafiel, 3-1
Ao intervalo: 3-0 
Marcadores: 
1-0, Paulinho, 2'
2-0, Arthur, 5'
3-0, Alphonse, 42'
3-1, Fábio Fortes, 82'

Equipas:

Gil Vicente: Vozinha, Pedro Lemos, Sandro, Luiz Eduardo, Floro (Henrique, 53'), Calu, Alphonse, Arthur (Reko, 64'), Hugo Firmino, Paulinho (João Pedro, 69') e Avto 
Suplentes: Júlio Neiva, Yan Victor, Reko, João Pedro, Noubissi, Abou Toure e Henrique 
Treinador: Álvaro Magalhães

Penafiel: Ivo, João Paulo, Diouf, Pedro Ribeiro (Fidelis, 46'), Pedro Araújo (Fernando, 46'), Rafa Sousa (Edu, 69'), Romeu Ribeiro, André Fontes, Wellington, Fábio Fortes e Gonçalo Abreu 
Suplentes: Coelho, Luís Dias, Paulo, Zid, Fidelis, Fernando e Edu 
Treinador: Paulo Alves

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto) 
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sandro (38'), Rafa Sousa (65'), André Fontes (90') e Henrique (90'+1)

Espectadores: 489 espectadores

terça-feira, 14 de março de 2017

TRÊS BAIXAS PARA BARCELOS

  Amanhã o FC Penafiel desloca-se a Barcelos para mais um jogo do campeonato, a 32.ª jornada.
  Paulo Alves tem três baixas confirmadas, o central João Paulo está castigado e Daniel Martins e Hélio Cruz estão lesionados e não vão poder dar o contributo à equipa.
  O adversário é o Gil Vicente, equipa que não vence à 5 jornadas.
  A deslocação a Barcelos é tradicionalmente difícil, pois em 26 jogos o Penafiel apenas venceu uma vez, sendo essa vitória na época 2004-2005 na primeira liga e que aconteceu aos 90 minutos . É talvez o campo mais difícil para os rubro negros tendo em conta estas estatísticas.  Mesmo assim este Penafiel já demonstrou que quando quer, ganha a qualquer equipa. FORÇA PENAFIEL

segunda-feira, 13 de março de 2017

CLASSIFICAÇÃO E RESULTADOS

Clica na imagem
   O FC Penafiel depois de descer na classificação voltou a subir graças à vitória por 3-0 frente ao Vizela, estando agora mais longe dos lugares de descida mais concretamente a oito pontos. Os lugares de subida  ainda continuam uma miragem e era preciso vencer uns 3 a 4 jogos consecutivos para entrar nesse luta.
Clica na imagem
    O Aves continua sem vencer mas continua em segundo lugar mas agora com o Varzim à perna a apenas 4 pontos. Imaginem se o FC Penafiel tinha ganho apenas por exemplo os jogos caseiros  com o Famalicão e Porto B !? Estaríamos a 6 pontos do segundo lugar.
  Mas agora não vale apena olhar para trás, o que interessa é tentar vencer os próximos jogos e tentar chegar o mais além possível na classificação.


domingo, 12 de março de 2017

QUANDO SE QUER, AS VITÓRIAS ACONTECEM

   Uma vitória por 3-0 foi o resultado ontem no 25 de abril, num jogo que colocou frente a frente o Penafiel e o Vizela sendo o resultado mais desnivelado da jornada.
  Paulo Alves fez duas alterações, Ivo, Romeu Ribeiro e Kalindi entraram para o onze e apesar de Dias nunca comprometer na defesa, Kalindi dá outra profundidade ao ataque.
  O Penafiel entrou bem na partida e aos 10 minutos colocou-se em vantagem através de Fábio Fortes depois de uma assistência de Rafa. O segundo golo aconteceu no início da segunda parte com Gonçalo Abreu à entrada da área a fazer um grande e colocado remate. Aos 73 minutos o central Diouf fechou a contagem rematando para o fundo das redes depois de um canto. 
  Foi um jogo bem conseguido dos rubro negros que  nunca deixou o Vizela ter o comando do jogo, nem criar oportunidades de golo. Os lugares de descida ficaram mais longe e na classificação está tranquilo num 9.º lugar. 
  O próximo adversário é o Gil Vicente jogo que será efetuado na próxima quarta feira em Barcelos contra um adversário que não vence à cinco jogos.

Estádio 25 de abril, em Penafiel
Árbitro: André Neto (Vila Real)
Ao intervalo: 1-0
Marcadores: Fábio Fortes (10'), Gonçalo Abreu (50') e Diouf (73')

Penafiel: Ivo Gonçalves, Kalindi, João Paulo, Diouf, Pedro Araújo, Romeu Ribeiro (Edu, 83'), Rafa Sousa (Djibril, 72'), André Fontes, Wellington, Fábio Fortes (Fernando, 86') e Gonçalo Abreu
Suplentes não utilizados: Coelho, Luís Dias, Pedro Ribeiro e Fidelis
Treinador: Paulo Alves

Vizela: Pedro Albergaria, João Pedro, Miguel Oliveira, João Sousa, Elízio, Dani, Tiago Martins (André Pinto, 46'), Alex Porto (Kukula, 61'), Diogo Lamelas (Felipe Augusto, 52'), Prince e Magique
Suplentes não utilizados: Paulo Ribeiro, João Cunha, Helinho e Carlos Fortes
Treinador: Rui Quinta

Ação disciplinar: Cartão amarelo a Pedro Araújo (44'), João Paulo (58'), Romeu Ribeiro (66') e Miguel Oliveira (70')

Assistência: 578 espectadores


  

sexta-feira, 10 de março de 2017

AMANHÃ É PRECISO VENCER


quarta-feira, 8 de março de 2017

FÁBIO FORTES DE PARABÉNS

  Um dos pontas de lança do FC Penafiel Fábio Fortes completa hoje 25 anos de idade e está de parabéns.
  Nesta época o avançado já conta com oito golos para o campeonato estando comparativamente por exemplo com Yero da época passada a apenas a dois golos do senegalês. Fábio Fortes é muita vez criticado por não fazer golos mas é um trabalhador nato na frente de ataque e talvez por isso não marque mais golos.
  Muito desacompanhado na frente de ataque tem muitas vezes que ir às linhas buscar bolas e nesses momentos ninguém fica na área para marcar golos. Fábio Fortes tem que ter mais tempo na grande área onde já mostrou que sabe marcar golos apesar de alguma displicência na hora do remate.  Bom profissional, dá tudo em campo e espera-se que continue assim. 
   Também se espera mais golos mas para isso tem que ser mais matador estando no sítio e hora certa dentro da área, para isso acontecer o resto da equipa tem que ajudar subindo no terreno isto para ele não procurar bolas noutros sítios do terreno. Golos precisam-se... Contudo hoje é dia de festa para Fábio Fortes e o Blog Força Rubro Negra dá lhe as felicitações. PARABÉNS FÁBIO

segunda-feira, 6 de março de 2017

É PRECISO JOGAR AO ATAQUE E JOGAR MAIS

Os verdadeiros adeptos
  Mais uma derrota e mais um jogo péssimo da equipa penafidelense que no Afonso Henriques não se conseguiu superiorizar a um Vitória de Guimarães B que costuma ser forte em sua casa.
São o que temos de melhor no FC Penafiel
  Os primeiros 45 minutos a equipa de Paulo Alves quase não foi à baliza do guardião minhoto, jogando recuado e com Fábio Fortes muito sozinho na frente de ataque. Wellington foi a principal dor de cabeça para os defesas contrários, mas nunca houve ajuda dos colegas. O Penafiel até defendia bem, mas na saída para o ataque apenas apareciam dois jogadores no último terço do terreno e assim foi difícil marcar golos.    Foi uma primeira parte paupérrima com os médios penafidelenses a não participarem no ataque. 

  Na segunda parte a mesma toada manteve-se e aos 64 minutos num lance muito duvidoso o árbitro da partida marca uma grande penalidade a favor dos vimaranenses. Coelho que não é especialista na defesa de grandes penalidades foi batido e o Vitória B fez o 1-0. Paulo Alves já tinha preparado uma substituição com Édu pronto para entrar, depois do golo acontecer o médio entrou para o lugar de Djibril fazendo recuar Rafa. Volvidos poucos minutos Fidélis entrou para ponta de lança retirando Pedro Araújo e recuando Gonçalo Abreu (substituição realizada em 90% dos jogos), mas não será que Gonçalo Abreu não rende mais a médio ala ou médio interior do que a defesa esquerdo???
  Com Fidélis na frente o Penafiel teve mais posse de bola e algumas oportunidades para marcar mas a má pontaria dos penafidelenses e umas boas intervenções do guardião vimaranense não deixou a equipa rubro negra marcar. Ao acabar com o Penafiel balanceado para o ataque o Vitória apanhou a defensiva penafidelense em contra pé e sentenciou o resultado final com o 2-0.

  O resumo do jogo é igual a 95% dos jogos de Paulo Alves fora de casa, o Penafiel entra sempre à espera do erro do adversário e só começa a jogar futebol de ataque quando sofre um golo.
   Com os jogadores que o Penafiel tem no ataque que poderiam jogar em qualquer equipa da segunda liga casos de Wellington, Fernando, Fidélis, Gonçalo Abreu, Fidélis e Fábio Fortes era esperado ter um futebol de ataque tentando resolver o mais rápido possível os jogos. Mas assim não acontece, Paulo Alves prefere jogar à defensiva com Fábio Fortes a trabalhar para a equipa e não fazendo golos. Fidélis e Fábio Fortes principalmente em casa é uma dupla que tem de jogar no onze inicial. Jogar ao ataque é o que se pede, pois temos jogadores para isso. A zona de descida está perto e uma vitória é preciso para afastar esse fantasma. FORÇA EQUIPA

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães. 
V. Guimarães B-Penafiel, 2-0 
Ao intervalo: 0-0 
Marcadores: 
1-0, Denis Duarte, 64' (p.)
2-0, Tyler Boyd, 90'+1

Equipas: 
V. Guimarães B: Miguel Oliveira, Sacko, Denis Duarte, Marcos Valente, Vigário, Kiko, Joseph (Phete, 78'), Haashim Domingo (Sérgio Ribeiro, 89'), Tyler Boyd, Hélder e Bruno Mendes (Haman, 86') 
Suplentes: André, Ricardo Carvalho, Phete, Castro, Sérgio Ribeiro, João Correia e Haman 
Treinador: Vítor Campelos

Penafiel: Coelho, Luís Dias, João Paulo, Diouf, Pedro Araújo (Fidelis, 69'), Djibril (Edu, 65'), Rafa Sousa, Wellington, André Fontes (Fernando, 83'), Gonçalo Abreu e Fábio Fortes 
Suplentes: Ivo Gonçalves, Kalindi, Pedro Ribeiro, Edu, César, Fernando e Fidelis 
Treinador: Paulo Alves

Árbitro: Anzhony Rodrigues (AF Madeira) 
Ação Disciplinar: Cartão amarelo para Joseph (24'), André Fontes (70'), Vigário (73') e Wellington (85')
Assistência: Cerca de 1.000 espetadores

domingo, 5 de março de 2017

DIOUF ESTÁ DE PARABÉNS

  Diouf completa hoje 25 anos de idade e está de parabéns. O central Francês  tem sido mais utilizado ultimamente e tem sido bastante regular, é daqueles centrais que não complica e não tem mostrado grandes falhas.
  Chegou esta época vindo do Mafra onde fez uma excelente época sendo esta
a segunda que realiza em Portugal.
  Esperemos que a prenda de anos seja uma vitória do FC Penafiel.  Parabéns Diouf
 

sexta-feira, 3 de março de 2017

OS LUGARES DE DESCIDA PARECE QUE NÃO MAS ESTÃO PRÓXIMOS

  Depois de mais uma derrota caseira no 25 de abril desta vez com o Famalicão por 0-2 o Penafiel desloca-se a Guimarães para defrontar uma equipa muito forte em casa e que tem apenas menos três pontos que a equipa rubro negra. O momento penafidelense não é o melhor e neste momento poderia estar a discutir a subida de divisão se não fossem alguns resultados menos esperados como as derrotas caseiras como Porto B e Famalicão. A equipa de Paulo Alves tinha tudo para estar a lutar pela subida de divisão e ser a principal equipa concorrente do Aves na luta pelo segundo lugar, pois a equipa da Vila das Aves já não ganha à 7 jornadas. Os resultados fracos da equipa penafidelense esbarram agora com um oitavo lugar e em caso de derrota com o Guimarães B pode mesmo ficar abaixo do meio da tabela e próximo dos lugares de descida. 
 O Varzim que se encontrava atrás dos penafidelenses pode ficar  depois desta jornada apenas a 4 pontos do desportivo das aves e o Penafiel pode ficar num 12.º ou 13.º lugar. O campeonato da segunda liga é um campeonato de regularidade e não se pode quebrar se queremos algo mais que a manutenção.
  O adversário de domingo o Vitória de Guimarães B nunca pontuou com o FC Penafiel e em 5 jogos os rubro negros venceu por 5 vezes com 15 golos apontados e apenas 4 sofridos. Pelo historial o Penafiel ganhará o jogo, mas antevê-se um jogo complicado.
  O árbitro da partida é o madeirense Anzhony Rodrigues e nunca dirigiu os penafidelenses, mas já apitou um jogo dos minhotos numa das derrotas caseiras do Vitória B. FORÇA EQUIPA

 

sábado, 25 de fevereiro de 2017

AMANHÃ TODOS AO 25 DE ABRIL

Amanhã o FC Penafiel recebe no 25 de abril o Famalicão em jogo a contar para a 29.ª jornada e poderá encurtar caminho pelo menos para a Académica que perdeu hoje em Coimbra com o Cova da Piedade.
  Paulo Alves deverá ter o plantel na máxima força para este jogo não havendo castigados e nem lesionados salvo algo de última hora.
  O Famalicão vem de uma vitória moralizadora frente a Académica e tem vindo a melhorar o seu registo fora de portas.
  O FC Penafiel já não vence à três jogos e é preciso vencer, para subir lugares na tabela classificativa, pois já se encontra em 8.º lugar e com um resultado que não a vitória poderá atirar os rubro negros para meio da tabela. Covilhã, Gil Vicente e o próprio Famalicão estão à perna... É preciso jogar com concentração e lutar os 90 minutos. FORÇA EQ
UIPA

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

O PRIMEIRO PENAFIEL - FAMALICÃO


  O Famalicão é um dos velhos conhecidos dos rubro negros defrontando-se por 23 ocasiões no municipal de Penafiel. Das 23 vezes que o Famalicão jogou em Penafiel apenas venceu 5 vezes perdeu 10 e as restantes foram empates. O FC Penafiel tem 30 golos marcados e 18 golos sofridos, com 12 golos de saldo positivo.
  O primeiro encontro aconteceu a 28 de fevereiro de 1960 e o FC Penafiel venceu por 2-1 com golos de Amândio e Castilho. O jogo contava para a III divisão nacional e neste ano o FC Penafiel ficara em 2.º lugar no campeonato mas na fase final não conseguiu a subida de divisão à II divisão nacional, algo que aconteceu 5 anos mais tarde. O Penafiel nesta época tinha jogadores que agora são históricos para o clube, jogadores com muitos jogos nas pernas com a camisola rubro negra, jogadores como Manolo, Rodrigues, Silva Pereira e Amândio.
  Numa das imagens está a crónica do primeiro Penafiel - Famalicão e na outra uma fotografia de um jogo entre as duas equipas na época 1966-1967.
  Já são poucos que se lembram destes anos em que o futebol jogava-se com amor à camisola. Boas recordações para todos, para quem é desse tempo.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

DEIXAR TUDO EM CAMPO

Clica na imagem


  Na classificação o Aves voltou a não ganhar e o FC Penafiel não soube aproveitar. Nos últimos jogos a equipa de Paulo Alves esteve a vencer partidas e deixou-se empatar e perder, jogos na Académica, Portimonense e Cova da Piedade. Sete pontos fugiram nesses jogos, mais três com o Porto B, 10 pontos no total que nos colocaria a lutar pela subida de divisão.
  É preciso acreditar em algo mais e ir para cada jogo com pensamento de ganhar, pois o campeonato não está decidido. 
Clica na imagem
  A direção penafidelense não quis ir ao mercado de inverno buscar dois jogadores para posições estratégicas, talvez se fosse, os dez pontos perdidos eram possíveis. Contudo há que lutar com as armas que temos e ir para o campo sempre com garra e atitude fazendo o melhor possível, ser profissional e dignificar a camisola penafidelense. Temos jogadores com bom caráter e atitude em campo não vai faltar de certeza. Até se pode jogar mal, mas o dar tudo tem que estar sempre lá. FORÇA EQUIPA


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

SEGUNDA PARTE EMOCIONANTE

  O FC Penafiel conseguiu um empate a três bolas em casa do Fafe depois de estar a perder por duas bolas a zero.
  A equipa de Paulo Alves entrou bem em campo e dispôs de duas boas oportunidades de marcar com Wellington isolado não conseguindo bater o guardião minhoto. Foram 10 minutos em que a equipa penafidelense esteve bem em campo e com oportunidades de marcar, mas como se sabe, quem não marca arrisca-se a sofrer e foi o que aconteceu, duas desatenções da defesa permitiram o Fafe marcar aos 20 e 32 minutos chegando assim ao intervalo. No primeiro tempo os jogadores penafidelenses só estiveram 10 minutos em campo o restante tempo pertenceu ao Fafe.
 Já com Fidélis em campo e com Fernando a entrar aos 56 minutos do encontro o primeiro golo rubro negro apareceu.
  O extremo Fernando Andrade apenas com um minuto em jogo fez os penafidelenses acreditarem num bom resultado fazendo o 2-1. 
  Aos 75 minutos o mesmo jogador bisou num bom remate. O Penafiel encontrava-se balanceado para o ataque, mas um golão de Hottor do meio campo apanhou desprevenido Coelho fazendo-lhe um chapéu e colocando o Fafe a vencer novamente. 
  Paulo Alves não podia jogar mais ao ataque, pois tinha dois extremos adaptados a laterais (Hélio e Gonçalo Abreu, juntando lhe dois extremos (Wellington e Fernando) e dois pontas de lança /Fidélis e Fábio Fortes).
 Aos 83 minutos Fidélis cruzou para área e Fábio Fortes cabeceou para o 3-3, foi o delírio na bancada dos adeptos do Penafiel que apareceram em razoável número em Fafe.  Pedro Ribeiro ainda entrou aos 88 minutos para equilibrar a defensiva penafidelense e o empate subsistiu até ao final.
 Foi uma segunda parte espetacular com emoção, incerteza no resultado, nas bancadas muito público (mais de 2000 pessoas) e com muitos golos. Assim o futebol só sai a ganhar, venham mais jogos assim.

Jogo disputado no Estádio Municipal de Fafe.

Fafe - Penafiel, 3-3.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:
1-0, Digas, 20'
2-0, Evandro Brandão, 32'
2-1, Fernando, 57'
2-2, Fernando, 75'
3-2, Edmund Hottor, 79'
3-3, Fábio Fortes, 83'

Equipas:

- Fafe: Ricardo Fernandes, Vasco Cruz, Materazzi, Dmyto Lytvyn, Jota, André, Samu, Landinho (Edmund Hottor, 62'), Digas (Pedro Pereira, 78'), Allan (Sarkic, 63') e Evandro Brandão.
(Suplentes: Marçal, Silvestre, Sarkic, Pedro Pereira, Edmund Hottor, Carvalho e Reinildo). 
Treinador: Tonau.

- Penafiel: Coelho, Dias (Fernando, 56'), João Paulo, Diouf, Daniel Martins (Fidelis, 35'), Romeu Ribeiro, Hélio, André Fontes, Wellington, Fábio Fortes (Pedro Ribeiro, 88') e Gonçalo Abreu.
(Suplentes: Ivo Gonçalves, Pedro Ribeiro, Djibril, Fidelis, Fernando, César e Kalindi). 
Treinador: Paulo Alves.

Árbitro: Bruno Paixão (AF Setúbal). 
Ação disciplinar: cartão amarelo para Diouf (27'), Coelho (32'), Landinho (42'), Edmund Hottor (70'), Fábio Fortes (84').

Assistência: cerca de 2200 espectadores.